Início Notícias Servidores enfermeiros da atenção básica e do NASF debatem estratégias de luta

Servidores enfermeiros da atenção básica e do NASF debatem estratégias de luta


No dia 23 de novembro, o Sindsep reuniu os enfermeiros da atenção básica e os profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) de Caucaia em assembleia extraordinária que debateu as principais demandas do grupo.


 


Na oportunidade, os trabalhadores discutiram pautas como o pagamento do PMAQ, o pagamento da GRA (Gratificação por Resultados Alcançados) e do adicional produtividade dos profissionais que estão sem receber desde 2015, assim como a alteração da tabela vencimental, para criar uma matriz especial de pagamento para os profissionais da atenção básica, proposta que está sendo construída por um Grupo de Trabalho.


 


O evento definiu uma série de encaminhamentos, como a ideia dos profissionais da atenção básica fazerem uso da Tribuna da Câmara para apresentar demandas aos vereadores e pedir apoio dos parlamentares.


 


Também ficou definido que o sindicato, como representante legal, pedriá intervenção do Ministério Público sobre a falta de pagamento da gratificação, assim como o não recebimento mensalmente do PMAQ. Já com relação ao desmembramento da tabela vencimental da legislação de número, a mesma está na Procuradoria Geral do município para uma avaliação. A entidade aguardará o jurídico repassar infirmações sobre esse processo.


 


“A problemática é o fato de que os enfermeiros do PSF  têm sido informados como Gerentes Administrativos ao sistema CNES/Datasus do Ministério da Saúde, sem se quer, tenham sido comunicados de tal fato, muito menos sem perceber qual quer verba a mais por exercício de tal cargo, embora, de fato, os enfermeiros, via de regra acabam por acumular essa função perante o PSF, isto tem se tornado uma prática”, explicam os dirigentes do Sindsep.



p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; text-align: justify; text-indent: 18.0px; font: 12.0px Arial; color: #000000; -webkit-text-stroke: #000000}
span.s1 {font-kerning: none}


O sindicato requer que o representante do Ministério Público, por força de suas atribuições constitucionais, apure os fatos.


Ficou ratificada a proposta de aumentar a pressão junto à Prefeitura para que implemente de uma vez por todas as demandas e direitos dos grupos laborais representados no encontro.


 


Neste meio tempo, o sindicato também marcará novos encontros com os gestores municipais, especialmente os ordenadores de despesas, como Gabinete do Prefeito e Secretarias de Administração, Finanças e Saúde.



li.li1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; text-align: justify; font: 12.0px Arial; color: #000000; -webkit-text-stroke: #000000}
span.s1 {-webkit-text-stroke: 0px #000000}
span.s2 {font-kerning: none}
span.s3 {font-kerning: none; background-color: #ffffff}
ol.ol1 {list-style-type: decimal}