Início Notícias Coronavírus: Sindsep cobra na Justiça equipamentos de segurança para profissionais da saúde

Coronavírus: Sindsep cobra na Justiça equipamentos de segurança para profissionais da saúde

O Sindsep apresentou, nesta terça-feira (24/3), uma denúncia junto à Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde Pública contra a Prefeitura de Caucaia. Enviado por email, endereçado a promotora Ana Karine Serra Leopério, o documento cobra que os profissionais da saúde recebam Equipamento de Proteção Individual (EPI) adequados contra a exposição do COVID-19 (coronavírus).

É absurdo que tenhamos de fazer essa cobrança quando oferecer condições seguras de trabalho é uma obrigação de qualquer empregador. Enviamos ofício para a Secretaria de Saúde no último sábado (21/3) com reivindicações dos servidores. Não obtivemos respostas. Não podemos ficar de mãos atadas enquanto há profissionais expostos ao vírus”, ressalta a presidenta do Sindsep, Maria Santos.

Segundo Maria, nos os últimos dias, o sindicato têm recebido diversas denúncias de servidores quanto à falta de regularidade na higienização das unidades de saúde de Caucaia e também EPIs básicos de proteção aos profissionais como luvas, máscaras e álcool gel.

Recebemos as denúncias e temos que encaminhá-las. Chegou ao sindicato um atestado médico de um maqueiro do hospital de Caucaia, suspeito de ter sido infectado pelo coronavírus. É grave. Anexamos o atestado à denúncia como prova de negligência da Prefeitura”, revelou a presidenta.

No documento, o Sindsep requer da Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde Pública queinstaure procedimento administrativo para apurar as referidas condições indignas da Saúde de Caucaia, tomando as devidas providências judiciais ou extrajudiciais que entender necessárias”.

O sindicato segue atendendo as demandas dos servidores municipais online, por meio do telefone/whatsapp (85) 9.8892-7994. Neste atual cenário, a entidade está na luta para que os servidores municipais sejam preservados sem prejuízos, de forma nenhuma.